Quando foi a última vez que fez uma pintura exterior na sua casa?

Certamente que já se deparou com lindas fachadas de casas, com uma pintura impecável e cores diferentes, vibrantes cheias de carisma. Quando falamos na pintura exterior de qualquer edifício estamos a contactar diretamente com a alma daquela habitação, com o seu estilo muito próprio. Além de ser um forte elemento decorativo de qualquer casa, que a destaca das restantes, a pintura das paredes exteriores de uma casa é extremamente importante para a boa manutenção da própria fachada do edifício, mantendo-o protegido contra fatores externos que degradam.

 

Estado da superfície do edifício:

Antes de se proceder a qualquer tipo de pintura do edifício, é importante ter em atenção vários aspetos, nomeadamente o estado físico das paredes e se estas se encontram secas.

No caso de se tratar de uma habitação nova, é importante que a parede seque durante 1 ano, para se certificar de que a tinta aplicada trará todos os benefícios à sua habitação. Sendo uma habitação antiga, deve verificar-se quais as zonas húmidas e resolver eventuais problemas antes de contratar o profissional que irá proceder à pintura da sua casa.

Aspetos a ter em conta no estado das paredes:

● Limpeza da Superfície – qualquer superfície que pretenda pintar, deverá estar, previamente limpa e seca. No caso de se utilizar algum tipo de máquina de alta pressão, é extremamente importante que a parede seque durante duas semanas;

Condições climatéricas adversas – antes que a sua equipa de técnicos possa pintar a sua casa, deve ter sempre em consideração a que condições climatéricas esteve a casa sujeita, pois pode dificultar a  aderência da tinta;

Manchas e musgo – a humidade e a presença de musgo podem ter um efeito devastador na fachada do seu edifício, levando mesmo à dissolução dos sais minerais nela presentes. Dessa forma cria o aparecimento de manchas brancas, que além de esteticamente desagradáveis, degradam as fachadas. O técnico que pintar a sua fachada detetará de imediato este problema e procederá de forma a elimina-lo;

Paredes estucadas – no caso das paredes exteriores terem sido estucadas recentemente, é importante referir esse aspeto ao técnico e que se aguarde que esta esteja totalmente seca para proceder à pintura da fachada..

 

Tipos de tinta para revestir o exterior do edifício:

  • Tinta acrílica: tinta caracterizada por ter resistência aos raios ultravioleta e por secar mais rapidamente. Estes aspetos fazem com que seja a tinta mais utilizada no mercado.
  • Revestimento elástico: ideal para quem reside em zonas mais húmidas e chuvosas. Este tipo de revestimento permite-lhe proteger a fachada da sua casa sem necessitar de ocultar a tinta decorativa.

A melhor forma de garantir que o exterior da sua casa é arranjado e pintado com os materiais mais adequados é pedir sempre ajuda a um técnico de confiança. Na RF Remodelações temos ao seu dispor uma equipa especializada e garantimos o melhor serviço a preços competitivos.

Partilhar